Minas Gerais: BH, Inhotim e Ouro Preto

Olá meu povo!

Hoje o post é sobre minhas férias tão esperadas 🙂 Sobre a última capital do sudeste que eu não conhecia (quero conhecer todas as capitais dos estados brasileiros), Belo Horizonte, ôôô trem bão! Mas não somente sobre BH, teve Inhotim em Brumadinho, e teve Ouro Preto também!!!!

Fui com minha amiga fotógrafa Angélica (https://www.facebook.com/angelicaalmeidafotografia/)  curtir 5 dias em terras mineiras, conhecer o povo mais acolhedor de todos os estados que fui até hoje!

Fomos em um vôo que durou 1h e 15 min (Campinas > Confins). Chegamos de manhã, deixamos as malas no hotel (bhbhotel.com.br), já que o check in era somente ás 14h. Eles guardaram sem custo adicional nossas malas em uma sala, um maleiro e o hotel fica muito perto do Minas Shopping, fomos a pé várias vezes na semana. Já partimos para nossa primeira experiência de turista no transporte público, e foi muito tranquilo. O transporte em BH é eficiente, e comparado a cidades que passei, bem desenvolvido, com ar condicionado, integração nas estações, realmente muito legal!

Com a solidariedade dos mineiros que nos deram as informações necessárias para descermos no ponto certo, fomos para o Mercado Central. Que lugar bacana! Mercadão grande, com flores, doces, sabores, lembrancinhas, etc…

Depois do Mercadão, de um “almoço improvisado”, partimos para Praça Liberdade e no Museu da Minas e do Metal (http://www.mmgerdau.org.br/). A praça é em frente ao Museu.

IMG_4936.JPG
Praça Liberdade – Foto de Angélica Almeida Fotografia

O Museu é super interativo, vale muito a pena conhecer!

IMG_4935
Que rica eu no MM Gerdau!

    Voltamos para o hotel depois de experimentarmos o café do museu. Comi um Petit Gateau muito bom! Fica a dica hahaha.

Na quarta-feira fomos para Inhotim, o maior museu a céu aberto do mundo, segundo vários sites. Compramos nossas passagens pela internet para não termos a amarga surpresa de chegar e não ter mais passagens para lá. Fomos com a empresa de ônibus chamada Saritur, que sai da rodoviária mesmo. A viagem durou umas 2 horas (talvez mais).

Inhotim é um lugar mágico, vou indicar para todos que forem para Minas Gerais pois é um lugar que vale tanto a pena! Você que está lendo, vá! Fomos na quarta-feira especificamente pois é o único dia de entrada gratuita. Existem várias galerias, vários caminhos para você seguir e encontrar as que mais lhe agrada. É um local enorme, então existe a opção de pagar R$ 28 e usar aqueles carrinhos de campo de golfe (já com motoristas do Instituto).

IMG_4983
Galeria: Adriana Varejão
DSCN0060.JPG
Muito amor por esse lugar!

No almoço, dentro de Inhotim encontramos 2 restaurantes para almoçar, o Tamboril e o Oiticica, pelo valor mais em conta decidimos ir no Oiticica. Restaurante lindo, comida boa, preço bom.

DSCN0035.JPG
Restaurante Oiticica

 

Continuando nossa caminhada pelo Museu, encontramos galerias lindas, vejam mais fotos abaixo, vejam se não tenho razão!

DSCN0041.JPG

DSCN0054.JPG

DSCN0055.JPG
Galeria True Rouge

DSCN0057.JPG

Na quinta-feira “pegamos mais leve” e ficamos em BH, para também aproveitarmos essa cidade mara! Fomos para Praça do Papa (e também para o Parque da Serra do Curral que estava fechado).

IMG_5079
Praça do Papa – Vista de BH

 

Já com a fome batendo, fomos almoçar no Restaurante Casa Amora. Um mimo de lugar! Decoração incrível e comida boa. Lá o preço varia conforme a carne escolhida e a quantidade de acompanhamentos.

IMG_5002.JPG
Restaurante Casa Amora

 

Depois de enchermos as “pancinhas” partimos para o hotel descansar um pouco, depois de andarmos muito no dia anterior. Aproveitei para experimentar a piscina, pegar um solzinho. A noite fomos numa pizzaria no Savassi, bairro que nos foi recomendado em BH.

IMG_5013.JPG
Vista do terraço do hotel

Na sexta-feira acordamos antes do galo cantar para ir para Ouro Preto. E o que dizer dessa cidade? Quase fiz um post a parte, me controlei hahahha…

IMG_5024

Chegamos muito cedo, e tava bem friozinho, com muita neblina, mas já estava lindo!

A rodoviária é bem no topo, atrás dessa igreja que você está vendo na foto acima. De lá descemos (com muito medo de escorregar) pela primeira ladeira de pedra, que nos deixou encantadas.

Paramos numa padaria que cheirava a pão fresco para tomarmos um café, já que a viagem foi de 2 horas e somos famintas rsrsrsrs…

Não tínhamos muita ideia de como seria, mas achávamos que mesmo subindo e descendo as ladeiras daríamos conta tranquilamente de fazer os pontos mais interessantes…ledo engano! Ao subirmos a próxima ladeira (uma das principais até o ponto central da cidade) vimos que ia ser puxadíssimo.  Chegando ao topo, de frente para o Museu da Inconfidência, um guia local já se aproximou (e eu já estava pensando: “lá vem ele pedir uma fortuna para nós”), e ele com todo o jeito e simpatia (como todos os mineiros que encontrei) nos convenceu que era a melhor opção irmos com ele, em seu carro pra que nos mostrasse as igrejas mais interessantes, os pontos mais legais dessa cidade. Então assim fizemos!

IMG_5063

O aprendizado com um guia é muito melhor! Você não só vê, você entende, aprende, questiona e se diverte. Nosso guia, o Cristiano é um amor de pessoa, e recomendo muito fazer o tour com ele. Ele explica de um modo claro, o que não aprendemos muitas vezes, nas aulas de História da vida.

IMG_5040.JPG

Fomos em 3 ou 4 igrejas (se não todas, a maioria paga-se a entrada, valores entre R$5 e R$10). Ele nos levou também em uma mina de ouro desativada, a qual é também paga, mas vale a pena. Antes você entende como os escravos viviam e faziam naquela época, e um pouco mais sobre a mina. Ainda passamos por um Mirante em que você pode apreciar a vista do centro histórico.

IMG_5035

IMG_5086.JPG
Foto por Angelica Almeida Fotografia

O guia nos levou para comer em um lugar com uma comida caseira muito boa e bom preço. Depois disso, ele insistiu porém não fomos a cidade de Mariana, já que nossa passagem já estava comprada de volta para BH. Fomos no Museu da Inconfidência, começou a chover nesse tempo, então ficamos lá até passar. Melhorou, nós descemos a ladeira atrás de mais fotos antes de subirmos em direção a rodoviária.

Ouro Preto é lindo, recomendo!

No sábado, ficamos em BH e fomos conhecer a Lagoa da Pampulha, e gente do céu!!!!!! Que lagoa grande hahaha.

Achávamos que conseguiríamos ir em todo o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, projetado por Oscar Niemeyer (Igreja de São Francisco de Assis, Museu de Arte, Casa do Baile…) mas não dá! Fomos de ônibus e ali na área é bem demorado…então fomos somente na Igreja, que é um mimo! Linda mesmo!

Na Lagoa tinha uma feirinha bem legal e tem um parque de diversões do outro lado da rua. E nesse lugar gostoso que fechamos a nossa viagem (embarcamos no dia seguinte de volta pra casa).

Só digo uma coisa: Minas vale a pena! Me surpreendeu e eu amei!

DSCN0071.JPG

WhatsApp Image 2017-04-10 at 16.49.17.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s